[nascimento de azuis]

.atmosfera.

cálida nostalgia de um quase dia . lembrança de retratos anteriores . luz rarefeita pela paisagem .

.enredo.

pelo vestido crescido e molhado deixava passar luz menina . pele fria se confundia com a cor da areia sem contraste . faltava a luminosidade do sol prestes a nascer .

.conflito.

passos acelerados sem causa . coração vibrante em meio a tanto vazio . prece e aurora pressentem seu grito .

.desfecho.

espetáculo de luzes ensaiam tímido bailado entre espelho d’água e céu .

.sentimento.

deixar de ser cinza pra ser intenso dourado e ofuscar teus azuis . dilema .

 

Andréa do Nascimento Mascarenhas Silva

(poema pulicado no blog ..Arquivos.. impertinentes e no Facebook da autora.)

72213_Papel-de-Parede-Ceu-em-Espelho-Dagua_1600x1200

Imagem disponível na internet

Anúncios

Um pensamento sobre “[nascimento de azuis]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s