Horizonte mãe

Ter a minha cara
Ter os meus cabelos
Ter a minha fala, cor e o meu jeito
Você não sabe o quanto ser mulher é bom

Ser Horizonte mãe
O berço do sol
Me verter em cores e ser luz maior
Você não sabe o quanto ser mulher é bom

Regar a flor da pele com perfumes
Olha o feitiço que essa nêga é!
Balangandãs pulseiras e costumes
Fita no cabelo, sandália no pé
E ter o mundo inteiro num abraço mãe
Reverberando amor só pra você entender
Que o corpo é como um grito, Entre os belos mais bonitos: Ilê
Que o corpo é como um grito, Entre os belos mais bonitos: você, Ilê
Que o corpo é como um grito, Entre os belos mais bonitos: Ilê

Compositor: Roy

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s