Seguir a rota

Túnel de bambus;
Foto: Lílian Almeida

Deixei o túnel de bambus, portal da minha terra. Cheguei na cidade porto. A tarde era de sol e calor. O brilho do dia irradiava a esperança de uma jornada de vitórias. Chegar. Cheguei onde é a rota. Caminho de ontem, caminhada nova no agora cheio de presente e futuro. Deixo a âncora à vista. Qualquer tempo é tempo de estar, de ficar ou de partir. Luminescências solares irradiam o meu seguir. A confiança nas cintilâncias violetas das flores guia-me no caminho por onde ir.

Lílian Almeida

Anúncios

4 pensamentos sobre “Seguir a rota

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s